Barros Munhoz manifesta-se contra os 202 cargos de assessor jurídico

Informação enviada pelo colega Arthur Pinto Filho (arfil@terra.com.br - São Paulo):

 

O deputado Barros Munhoz ofertou parecer, na Comissão de Constituição e Justiça da Assembléia Legislativa do Estado, pela manutenção do veto parcial oposto pelo Sr. Governador ao projeto de lei complementar 70/2006 (que cuida dos 202 assessores). A discussão do veto está na ordem do dia de hoje da Alesp.

 

Em homenagem ao regime democrático e aos princípios constitucionais, sobretudo da publicidade e da transparência, vamos mencionar aqui, e/ou em post específico, os nomes dos deputados que votaram ou manifestaram-se a favor ou contra a criação dos 202 cargos de assessor jurídico, sem concurso público, no âmbito do Ministério Público.

 

A favor dos 202 cargos:

 

 

Contra os 202 cargos: